Big Bamboo | Acervo Fernando Prass
696
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-696,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-1.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1,vc_responsive
 

Acervo Fernando Prass

Fernando Prass é o orgulho do pai

Por Adriano Rattmann (assessor de imprensa do goleiro)

A relação de Fernando com o futebol vem de berço. Seu avô, Lúcio Valdomiro, era zagueiro do Renner, e alguém tinha que dar continuidade à família de “boleiros”. Seu pai, Artur, apesar de não ter jogado futebol profissionalmente, sempre foi um admirador do esporte, talvez, influenciado pelo próprio Seu Lúcio.

Desta forma, deu muita força para Fernando, acompanhando o filho
ainda menino em excursões que o time Independente, de Viamão, realizava, inclusive, a Buenos Aires, São Paulo e Rio de Janeiro.

A carreira profissional começou no Grêmio (RS). Na sequência, foi ídolo
no Coritiba (PR), no União de Leiria (Portugal), Vasco da Gama (RJ), até se
consagrar no Palmeiras (SP), chegando à Seleção Canarinho.

Seleção Brasileira

A primeira convocação veio aos 38 anos para a Seleção Olímpica que viria
a ser campeã nas Olimpíadas do Rio de Janeiro 2016. Mas uma lesão no
cotovelo durante os treinamentos tirou Fernando Prass da Seleção.